Já ouviu aquela frase “quem compra imóvel, não erra”? O mercado imobiliário voltou a se destacar como uma opção entre os investidores depois de mostrar os primeiros indícios de melhora, após a forte recessão econômica que assolou o Brasil nos últimos anos. Mas, será que a compra de um imóvel é uma boa alternativa de investimento?

De acordo com o advogado, especialista em empresas e gestor de crises e finanças Artêmio Picanço, sim. Artêmio explica que poderemos passar em breve por um novo período de incertezas e que a aquisição de imóveis pode ser uma boa oportunidade. “A tendência é que exista uma escassez de liquidez no mercado e pessoas que tem algum dinheiro guardado podem estar comprando imóveis com um custo mais barato, uma vez que existe a lei da oferta e da procura”, afirma.

No entanto, mais do que uma forma de driblar a crise ou aproveitar a baixa na taxa de juros, investir em imóveis é uma maneira de construir um patrimônio seguro, que concilia estabilidade e retorno financeiro.

Segurança é uma palavra que ilustra bem a questão do investimento de imóveis. Uma vez que o imóvel está em seu nome, ele é seu. Acha isso pouco? Esse tipo de investimento também está imune à falência dos bancos e não podem ser congelados pelas instituições financeiras e governo, como já ocorreu no Brasil. Além disso, o investimento em imóveis é muito usado para diversificar o portfólio, reduzindo riscos para o investidor. Até quem prefere investir na bolsa de valores, tem pelo menos uma parte aplicada em imóveis.

A valorização desse imóvel também é um ponto importante a ser destacado. Com a procura cada vez maior por imóveis, muitas vezes, as empresas do setor imobiliário não conseguem atender a demanda e assim, casas, apartamentos, sobrados, entre outros, já finalizados passam a ser mais valorizados e com o custo elevado.

Por isso na hora de escolher é importante escolher bem a região. A dica de especialistas é comprar em uma região em crescimento, fora da região central. Comprar um imóvel em um bairro promissor rende uma valorização muito maior.

E quem já é proprietário de um imóvel pode adquirir outro e alugar para outra pessoa e assim gerar renda sem precisar fazer nenhum esforço. Sempre existe alguém a procura de um bom imóvel para alugar, seja ele residencial ou comercial.

Segundo o gestor de crises e finanças Artêmio Picanço “observando esses critérios, o investimento em imóveis pode ser uma boa pedida nesse momento de crise, já que a crise sempre acaba gerando oportunidades”.